Home » Geral » Com socos e chutes, torcedores do Palmeiras atacam carro de família corintiana em Taubaté

Com socos e chutes, torcedores do Palmeiras atacam carro de família corintiana em Taubaté

 

Um grupo de torcedores do Palmeiras, supostamente ligados à torcida organizada Mancha Alviverde, atacou com chutes e socos um carro de uma família corintiana em um posto de gasolina em Taubaté na noite deste domingo (9). Imagens de câmeras de segurança do estabelecimento mostram o momento em que um dos torcedores joga um rojão aceso dentro do veículo – o artefato falhou. Uma idosa de 75 anos ficou ferida na ação. 

Segundo a família corintiana, que vestia camisas do time, eles assistiram ao jogo e saíram para comemorar a vitória do Corinthians sobre o Palmeiras na final do Campeonato Paulista. Antes, a vítima decidiu abastecer o carro, por volta das 19h. O representante da torcida do Palmeiras lamentou o ocorrido e disse que vai ajudar a polícia na identificação dos agressores. 

Segundo a vítima, que não será identificada por segurança, instantes depois de pararem o carro, um grupo de torcedores uniformizados se aproximou e, ao perceberem que o veículo era ocupado por corintianos, começou o ataque.

 A ação levou cerca de 30 segundos. Um rojão foi lançado pela janela aberta do carro.

“Eu não esperava aquilo porque eu nem tive tempo de descer para eles verem que eu estava com a camisa e o carro não tinha identificação alguma que associasse ao Corinthians. Eu fiquei paralisada, não conseguia sair do lugar e eles não paravam. Estávamos só em mulheres, tínhamos uma idosa no carro e eles não respeitaram. Eu nunca imaginei passar por isso”, 

Além da motorista, no carro estavam a mãe dela, de 75 anos; a neta, de 18 anos e uma outra mulher de 49 anos. O rojão falhou, mas faíscas atingiram a idosa, que foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital Regional. Ela recebeu alta na manhã desta segunda-feira (9).

Organizada

Os torcedores seriam da Mancha Alviverde, que organizava um evento a cerca de 300 metros do local da agressão. Segundo o presidente da organização na subsede Vale do Paraíba, Fábio dos Santos, ele vai se apresentar na delegacia com o advogado ainda nesta segunda-feira (9) para prestar esclarecimentos.

“Vamos à delegacia para nos pôr à disposição da polícia para apoiar a investigação. Se forem integrantes da Mancha, vamos apoiar na identificação para que respondam por isso. Repudiamos esse tipo de violência e reforçamos que nossa torcida é familiar. Queremos falar com essa motorista para nos desculpar em nome da torcida palmeirense”, afirmou.

O presidente ainda reforçou que o tumulto aconteceu depois da saída da equipe da prefeitura, onde haviam solicitado o fechamento da via. A solicitação previa policiamento e apoio da Secretaria de Trânsito até às 21h, mas a via foi liberadam segundo ele, às 18h, o que teria permitido aproximação entre as torcidas rivais.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Taubaté, responsável pelo trabalho dos agentes, negou qualquer falha no atendimento da região onde estavam os torcedores. “Os agentes de trânsito estavam no local para garantir a mobilidade urbana, de veículos e pedestres. Isto é a função do agente, que foi realizada até o momento que foi necessário”, disse a prefeitura em nota.

Sobre a violência, a pasta informou que cabe uma análise dos agentes públicos de segurança, e não de mobilidade urbana.

As vítimas estavam na delegacia na manhã desta segunda para registrar o caso e entregar as imagens à polícia.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto:
WpCoderX