Home » Vale do Paraíba » Pindamonhagaba » Pindamonhangaba tem risco de epidemia de dengue, mostra pesquisa
Pinda tem risco de epidemia de dengue (Foto: Prefeitura de Pindamonhangaba/Divulgação)

Pindamonhangaba tem risco de epidemia de dengue, mostra pesquisa

Uma pesquisa sobre a infestação de larvas do mosquito transmissor da dengue realizada em Pindamonhangaba mostra que a cidade tem risco de epidemia da doença. O resultado do levantamento foi divulgado pela prefeitura nesta terça-feira (30).

O resultado da Análise de Densidade Larvária (ADL) realizada neste mês mostra que o município tem 6.5 pontos no Índice de Breteau (IB) – acima de 1.5 já há risco de epidemia, segundo o Ministério da Saúde. O considerado aceitável é que o número seja inferior a 1.

O IB encontrado representa que a cada 100 imóveis vistoriados pelos agentes de saúde, em 6 ou 7 foram encontradas larvas do Aedes aegypti. O indicador vale para o município todo.

Taubaté também tem ameaça de epidemia. O índice médio na cidade, divulgado nesta segunda-feira (29), é de 6.7 pontos.

Campanha

A prefeitura de Pinda afirma que equipes atuam durante o ano no combate a doença e faz um apelo para que a comunidade colabore eliminando possíveis criadouros do mosquito. “Materiais inservíveis expostos são um risco, pois acumulam água e são lugares que o mosquito procura”, disse o diretor do departamento de proteção aos riscos e agravos à saúde, Rafael Lamana.

A ADL mostrou que os vasos de plantas foram os locais em que os agentes mais encontraram larvas do mosquito. Na sequência, vem os materiais inservíveis, ralos, reservatórios de água e bromélias – nesta ordem.

Em 2014, a cidade teve uma epidemia da doença e chegou a decretar calamidade pública, com mais de 3 mil casos. Em 2016, a cidade teve 405 casos de dengue. No ano passado, foram 30.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto:
WpCoderX