São José Basketball vira sobre Paulistano nos segundos finais e estreia no Paulista com vitória

São José Basketball vira sobre Paulistano nos segundos finais e estreia no Paulista com vitória

or 38 minutos, o Paulistano se manteve à frente do São José no ginásio Linneu de Moura neste domingo, 29, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. Mas jogo de basquete tem 40 minutos. E quem acompanha o esporte sabe que em dois minutos muita coisa pode mudar. E mudou. Os joseenses empataram o jogo faltando dois minutos para o fim e viraram quando restavam 54 segundos para o cronometro zerar. Assim, em duelo com desfecho emocionante, o São José venceu por 73 a 70 (41 a 34 no primeiro tempo).

O confronto foi especial para os técnicos Paulo Cezar Jaú, do São José, e Régis Marrelli, do Paulistano. Os dois trabalharam na equipe joseense entre 2006 e 2013 e se enfrentaram pela primeira vez nesta noite. Juntos, conquistaram dois títulos paulistas e um vice-campeonato do NBB com o São José.

A pontuação das duas equipes foi bem distribuída. O pivô do São José, Wesley Sena, com 18 pontos, foi o cestinha do jogo. O camisa 21 ainda deixou a quadra com um duplo-duplo por pegar 12 rebotes. Márcio Dornelles, com 15 pontos, e Hélio, com 12, foram outros destaques da equipe joseense. Pelo Paulistano, Renan Lenz foi o principal pontuador, com 16. Léo Meindl e E. Carvalho, com 12, foram os outro dois que mais pontuaram pela equipe da capital.

O Paulistano entra em quadra novamente na quarta-feira, 1. A equipe recebe o Corinthians no ginásio Antônio Prado Júnior, às 19h30. O São José joga na sexta-feira, 3, contra São José do Rio Preto, às 20h, no ginásio Linneu de Moura.

O JOGO

Foram poucos dias de treino que São José e Paulistano tiveram para a estreia no Paulista. O período curto de preparação, aliado à falta de entrosamento devido as mudanças nos times, resultou em um início de jogo típico de começo de temporada. Partida truncada, com bolas desperdiças no ataque. Com o decorrer do tempo, o Paulistano deslanchou mais na partida. Com a melhora, venceu o primeiro quarto por 19 a 11.

O segundo período foi equilibrado. Os joseenses melhoraram o rendimento em quadra, principalmente no ataque, mas o time da capital administrou a vantagem construída no primeiro quarto. Na reta final, o São José encaixou uma sequência de cestas e venceu o período por um ponto de diferença (23 a 22). Mas, no placar geral, Paulistano foi para o vestiário com a vitória parcial por 41 a 34.

O São José fez a diferença cair para quatro pontos logo no começo do terceiro quarto. Mas não demorou muito e o Paulistano recuperou a vantagem do fim do primeiro tempo. Os times seguiram com um jogo equilibrado. O placar do período prova isso: 17 a 17. No placar geral, Paulistano foi para os dez minutos finais vencendo por 58 a 51.

Logo na primeira bola do último quarto, Léo Meindl converteu uma de três e ampliou a diferença. O São José reagiu e voltou a ficar a menos de dez pontos do adversário. Os joseenses, aliás, fizeram boa marcação no período e, aliado aos erros dos visitantes, foram encostando. A pouco mais de três minutos para o fim, Márcio Dornelles anotou dois lances livres e deixou o São José só a três pontos do Paulistano. E a dois minutos do fim, Wesley Sena empatou o jogo: 67 a 67. O ginásio Linneu de Moura, com isso, ferveu. Faltando 54 segundos, novamente Wesley Sena apareceu e deu um arremesso de dois que colocou os anfitriões pela primeira vez à frente do placar. E São José não deixou a vitória escapar. Anotou mais alguns pontos e venceu a partida por 73 a 70.

Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.